21/01/2019 às 14:20:21
Envolvida em "caixa 2 do Whatsapp" ganha cargo com salário de R$ 10 mil no governo




Taíse de Almeida Feijó, que trabalhou durante as eleições na agência de comunicação AM4 Inteligência Digital, responsável pelo envio em massa de mensagens pelo Whatsapp para a campanha do presidente eleito Jair Bolsonaro, ganhou um cargo comissionado como assessora do gabinete do secretário-geral da Presidência, Gustavo Bebbiano. A nomeação, divulgada pelo UOL, foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (14).

Ela agora receberá um salário de R$ 10,3 mil. Durante a campanha, Feijó era responsável pela contratação de pacotes de disparo de mensagens para Whatsapp. A operação é investigada desde outubro de 2018, quando a Folha de S. Paulo revelou esquema de envio de mensagens patrocinados por empresas, configurando doação ilegal e crime eleitoral, vedado pela legislação eleitoral. Atualmente, a Polícia Federal e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) investigam o caso.

Reportagem: Pedro Rigueiro Nogueira
Foto:  Reprodução
Agência:  Brasil de Fato