16/01/2019 às 12:58:23
"PSDB precariza contratação de professores em SP há 25 anos", denuncia deputado




Faltando menos de 20 dias para o início do ano letivo na rede pública de ensino do estado de São Paulo, cerca de 2,5 milhões de alunos, 60% do total, correram risco de não ter aulas, a partir do dia 1º de fevereiro, por falta de professores. Isso porque o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) considerou inconstitucional o artigo 1º da Lei Complementar estadual 1.093/2009, que estipula as condições para contratação de servidores públicos temporários. São pelo menos 8.500 docentes temporários que tiveram contratos encerrados em 2018, e que não poderiam ser recontratados segundo a sentença do TJ/SP. 

Reportagem:Juca Guimarães
Foto:Rovena Rosa
Agência:Brasil de Fato