05/02/2018 às 11:47:00
Maracatus tomaram conta do Recife Antigo no ultimo domingo




 

No domingo (4) da semana  pré-Carnaval foi o maracatu o ritmo mestre da folia no Bairro do Recife. Entre as agremiações, muitas colocaram bandeiras sociais importantes nos desfiles como a da diversidade sexual e religiosa, inclusão e combate às drogas. 

O Maracatu Fantástico A Cabra Alada trouxe para o desfile mais de 130 integrantes com figurino assinado pelo artista plástico João Neto. Nos trajes, o tradicional lilás da agremiação que já tem 22 anos, mas também a presença do arco-íris. “O nosso desfile desse ano é contra a intolerância religiosa e sexual, contra esses episódios de crueldade que ainda cercam a nossa sociedade e devem acabar. Temos que respeitar a liberdade”, disse o diretor Valdson Silva. 

 

Com 60 integrantes, irreverência nos trajes e garra, Elaine Torres puxava o maracatu Ogum Onilê composto em maioria por jovens de escolas públicas em situação de vulnerabilidade social. “Nossa proposta é fazer um resgate de crianças e adolescentes envolvidos com drogas através do maracatu. É um trabalho muito puxado”, disse Elaine. 

Quem acompanhava os desfiles pelas ruas do Recife Antigo seu rendeu à frenética batida das alfaias.